colecções




missão designação e vocação

O Museu Ibérico de Arqueologia e Arte de Abrantes (MIAA) tem por missão apresentar as coleções de Arqueologia, de História e de Arte, desde os tempos Pré-Históricos até à Época Contemporânea, tanto de origem local, regional e nacional como de origem internacional.
Dada a natureza e a abrangência temática, geográfica e cronológica das coleções recolhidas, será dado o devido relevo à questão da remota individualidade das culturas que se sucederam no território do ocidente peninsular.

A designação adotada de MUSEU IBÉRICO DE ARQUEOLOGIA E ARTE (MIAA) justifica-se plenamente, devido, em especial, à representatividade das coleções e à possibilidade de com elas se contextualizar o mundo ibérico no universo mais vasto do Mediterrâneo.

Em termos de vocação, o MIAA será um museu interdisciplinar de Arqueologia, História e Arte. A diversidade do seu acervo permite traçar um programa, quer expositivo, quer de atividades, extremamente original, em que o diálogo passado/presente pode ser explorado de modo muito profícuo em diversos momentos, espaços e formas.

Por outro lado, do acervo do MIAA faz parte uma coleção de arte e arqueologia privada. Por isso, desde o inicio, a reflexão e debate sobre questões polémicas como são a problemática das coleções privadas e a falsificação de objetos de arqueologia e arte é uma linha de trabalho e de discussão a que nunca nos furtámos.  O MIAA pretende mesmo assumir um trabalho pedagógico nesta área. A exposição de falsos com fins didáticos é uma das componentes que o museu quer explorar.